Planeta Terra: só temos com o que nos preocupar

O dia do Planeta Terra é comemorado todo dia 22 de abril. Todos os anos lembramos dele, mas, nós, seres humanos, estamos longe de presenteá-lo com a nossa existência. Estima-se que o ser humano tenha impactado 83% da superfície terrestre do planeta. E, qual o principal motivo? Infelizmente, são as atividades humanas. De acordo com a associação ambientalista Zero, as “alterações climáticas, desmatamento, perda de habitat, tráfico e caça furtiva, agricultura insustentável, poluição e uso de pesticidas; são algumas das causas humanas para a diminuição da biodiversidade”. 

O que é biodiversidade?

O termo biodiversidade foi utilizado pela primeira vez por Lovejoy (1980), sendo definido como o número de espécies em um ambiente. Com o passar do tempo, essa definição foi aprimorada. Atualmente, entende-se como biodiversidade a variedade de vida presente em um ambiente, assim como a variação entre os genes, espécies e características morfológicas ou fisiológicas. E é algo muito importante na natureza.

Figura 1: A floresta tropical

Estudos com relação à perda de biodiversidade iniciaram na década de 80. Como resultado, determinou-se que a perda de formas de vida poderia alterar a estrutura e funcionamento de todo o ecossistema. Já na década de 90, novos estudos foram realizados com o intuito de verificar como a biodiversidade impactava no ecossistema. Os resultados encontrados sugeriram que o funcionamento do ecossistema, a produção de biomassa e a ciclagem de nutrientes estavam relacionados com a mudança na biodiversidade.

Com os estudos desenvolvidos atualmente, sabe-se que a perda da biodiversidade pode reduzir a eficiência de comunidades ecológicas nos seguintes aspectos: captura de alimento, produção de biomassa, decomposição e reciclagem de nutrientes essenciais. Além disso, com a perda de biodiversidade, muitos ecossistemas perderiam a sua estabilidade. Estudos desenvolvidos recentemente mostraram que a estabilidade de um ecossistema ocorre quando altos níveis de biomassa são produzidos. Isso seria possível apenas com uma grande biodiversidade no ambiente, a qual se perdeu ao longo dos anos.

Alterações nos ecossistemas

Outro importante fator que merece destaque são as alterações nos ecossistemas. Essas podem ser aceleradas com a perda da biodiversidade. Comunidades podem ser mais produtivas devido à presença de espécies “chaves”, as quais podem aumentar a ciclagem de nutrientes. Com a perda da biodiversidade, menos espécies “chaves” são encontradas no ambiente, o que poderia alterar o ecossistema em questão. Da mesma forma, os níveis tróficos também podem ser alterados de acordo com a perda de determinadas espécies. Estudos mostraram que, com a perda de predadores topo de cadeias alimentares, também houve uma redução na biomassa vegetal, alterando a estrutura do ecossistema.

Agora, após entendermos melhor os problemas causados pela perda da biodiversidade, nos resta mais uma pergunta: como as ações humanas puderam ou ainda podem impactar na perda da biodiversidade?  

Ação antrópica e a perda da biodiversidade

Primeiramente, através do cultivo de terras. Com o desmatamento, muitas espécies vegetais foram retiradas para dar lugar à agropecuária. Nesse sentido, uma diversidade de genes foi perdida, resultando na redução da biodiversidade. Outro fator importante também foi o processo de domesticação animal, o qual retirou determinadas espécies de seu ambiente natural. Esse fato poderia ter gerado também um isolamento genético, inclusive com a propagação de doenças; o que poderia conduzir à queda da biodiversidade.

Atualmente, outras ações humanas, tais como a poluição do meio ambiente (rios, ar, solo, etc), as mudanças climáticas ocasionadas pela liberação de gases causadores do efeito estufa e a expansão do agronegócio são as principais causadoras da diminuição da biodiversidade através da alteração do ambiente natural. Não podemos esquecer também que a caça/pesca predatória e a biopirataria também são ações humanas que levam à redução da biodiversidade de determinadas espécies ou até mesmo a extinção, principalmente as que possuem valor cultural/econômico/comercial. 

Figura 2: Queda na biodiversidade de abelhas devido ao alto uso de agrotóxicos na agricultura.
O que podemos fazer a respeito?

Dessa maneira, o que podemos fazer para reduzir ou evitar mais perdas da biodiversidade? O primeiro passo é a conservação. Preservar os ecossistemas garante a viabilidade de diferentes espécies, aumenta o fluxo gênico e incrementa a biodiversidade. Para tanto, o mais importante seria reduzir o desmatamento e a poluição, assim como aumentar a fiscalização para a biopirataria, a caça e a pesca predatória, com punições mais severas.  

A tecnologia também ajudaria na conservação de espécies que estão ameaçadas de extinção. Plantas poderiam ser mantidas em bancos gênicos e em coleções “germplasm”. O mesmo poderia ser utilizado para animais, os quais seriam estocados em ovos, embriões e espermatozoides. Dessa maneira, a ciência estaria a serviço do meio ambiente. Contudo, métodos de conservação de genes e de embriões são caros, assim como o desenvolvimento de novas técnicas, as quais só seriam viáveis através de investimento. Por isso, é importante que novos estudos sejam desenvolvidos para auxiliar, se possível, na recuperação da biodiversidade, a qual está pedindo socorro para a humanidade.

REFERÊNCIAS

Cardinale B.J., Duffy J.E., Gonzalez A., Hooper D.U., Perrings C., Venail P., Narwani A., Mace G.M., Tilman D., Wardle D.A., Kinzig A.P., Daily G.C., Loreau M., Grace J.B., Larigauderie A., Srivastava D.S., Naeem S. Biodiversity loss and its impacto n humanity. Nature. 2012.

Dia da Terra celebra-se amanhã, 22 de abril sob o lema: “Protejamos as nossas espécies”. Associação ambientalista ZERO, 2019. Disponível em:< https://zero.ong/dia-da-terra-celebra-se-amanha-22-de-abril-sob-o-lema-protejamos-as-nossas-especies/>. Acesso em: 22 de abr. de 2019.

Hooper D.U., Adair E.C., Cardinale B.J., Byrnes J.E.K., Hungate B.A., Matulich K.L., Gonzalez A., Duffy J.E., Gamfeldt L., O’Connor M.I. A global synthesis reveals biodiversity loss as a major driver of ecosystem change. Nature. 2012.

Maia A. Dia da Terra: Planeta perdeu 40% dos animais desde 1970. Observador, 2019. Disponível em:< https://observador.pt/2019/04/22/dia-da-terra-planeta-perdeu-40-dos-animais-desde-1970/>. Acesso em: 22 de abr. de 2019.  

Swingland I.R. Biodiversity, definition of. Encyclopedia of Biodiversity. 2001.

Facebook Comments
COMPARTILHAR: